(67) 3222.1116 (67) 99262-7690 FAÇA SEU ORÇAMENTO
facebook Instagram twitter linkedin siga-nos

Google irá penalizar sites mobile que tenham pop-ups invasivos

Autor: Comunicação Neex | Publicado em 02 de Março de 2017
Com certeza você já passou por inúmeras experiências de fazer uma pesquisa no Google e ao ser direcionado a um site abrem-se várias janelas de "Cadastre seu e-mail para continuar", "Aproveite nossa oferta", ou as clássicas "Curta nossa página antes de prosseguir". Que isso é uma experiência chata todos nós sabemos. Quantas vezes acabamos fechando de vez a janela e nem sequer conseguimos atingir o nosso objetivo de ler a matéria e saciar nossa dúvida não é?

Pensando nisso o Google anunciou que a partir de 10 de janeiro de 2017 irá penalizar as páginas mobile que possuam certos tipos de pop-ups invasivos. 
Isso porque devido a tela menor de um smartphone, por exemplo, a janela pop-up se expande escondendo o conteúdo do site e dificultando que o usuário consiga fechar a janela.

E o Google justifica: "No Google Search, o nosso objetivo é ajudar os usuários a encontrarem rapidamente as melhores respostas às suas dúvidas, independentemente do dispositivo que estiverem usando. Hoje, estamos anunciando duas alterações futuras no resultado de buscas móveis, que facilitarão os usuário a encontrarem conteúdo relevante. Há dois anos atrás, nós adicionamos um indicador de “site-amigável-para-mobile” nos resultados, para ajudar os usuários a encontrarem páginas onde o conteúdo pudesse ser lido sem a necessidade de zoom, ou seja, indicávamos websites com pontos de toque adequadamente espaçados, ou melhor ainda, sites com boa experiência mobile. Logo, por questões de organização e legibilidade, iremos remover o indicador – embora os critérios de responsividade continuem a ter peso considerável para o ranking de sites. Embora a maioria dos sites hoje sejam responsivos, temos visto inúmeros exemplos de páginas que utilizam pop-ups intrusivas para os usuários. Isso pode frustrá-los, pois dificulta o acesso ao conteúdo que eles estavam procurando. Páginas com pop-ups intrusivas proporcionam uma experiência mais pobre para os usuários se comparadas a páginas onde o conteúdo é imediatamente acessível. Além de serem horríveis em dispositivos móveis, onde as telas são muitas vezes menores."

Lembrando que nem todos os pop-ups serão penalizados, apenas os com características invasivas.

Então sites que mostrem um pop-up que cobre todo o conteúdo principal, seja imediatamente após o acesso do usuário à página, ou que surge enquanto ele navega, que exibe um pop-up que obriga o usuário a fechá-lo ou completa-lo para acessar o conteúdo principal ou ainda utilizar pop-ups que surgem por cima do conteúdo, mas que, obscurecem toda a página até que o usuário feche ou complete-o, serão penalizadas pelo Google.

A penalização consiste em não ter prioridade no sistema de busca, tendo assim a classificação prejudicada na ferramenta.

Avisos legais, como os de captura de cookies e verificação de idade, continuam liberados. Além disso, o Google vai permitir que as páginas mostrem banners que ocupam uma parte razoável da tela e podem ser fechadas facilmente — como aquelas faixas que sugerem instalações de aplicativos, no topo da página.

É hora de revisar a estrutura do seu site e conferir as pop-ups ativas, para que seu posicionamento não seja prejudicado. Lembrando mais uma vez que essa ação se refere a sites mobile. Se o seu site ainda não é responsivo ficaremos satisfeitos a ajudá-lo em se adaptar a essa necessidade. Os sites terão pouco mais de quatro meses para se adaptarem às novas regras. 

Assine e receba no seu e-mail um conteúdo de primeira:

Cadastre-se em nossa newsletter e receba os nossos conteúdos em primeira mão.
  • Uma agência
  • Websites
  • Aplicativos
  • Conteúdo
  • Campanhas
  • Mídia
  • Foco
  • Completa
  • Responsivos
  • Mobile
  • Monitoramento
  • Segmentadas
  • Digital
  • Resultados